O Sol é para todos – Harper Lee (To Kill a Mockingbird)

O Sol é para todos - Harper Lee (To Kill a Mockingbird)

o sol é para todos

Definitivamente um dos melhores do ano.

É aquele tipo que todos deveriam ler ao menos uma vez na vida, sabe!?

Eu sempre tive curiosidade de lê-lo, porém só após ter lido este ano o livro Claros Sinais de Loucura tive certeza de que iria ler O Sol é para todos o quanto antes. Quem leu Claros Sinais de Loucura sabe o quanto você fica curioso pra saber porque a protagonista dele gosta tanto da história de O Sol é para todos.

O Sol é para todos é  narrado por uma garotinha entre seus 6-10 anos mais ou menos.  Ela conta todas as aventuras que ela, seu irmão mais velho e um amigo vivem nesses anos de sua vida, assim como os acontecimentos da cidade pequena em que vivem. Seu pai é um advogado, e um dos acontecimentos que ela irá narrar entre suas histórias é quando Atticus tem que defender um negro que está sendo acusado  de estupro injustamente. Não esquecendo de mencionar aqui que estavamos nos anos 30 nos US.

O fato desta garota, Scout, narrar a história se mostra a grande sacada do livro, pois é fantástico acompanhar acontecimentos cheios de pré-conceitos impostos pela sociedade aos olhos inocentes de uma menina que ainda não entende todas essas regras que vão nos sendo impostas ao longo da vida. É muito marcante e realmente merece destaque o quanto você consegue refletir sobre sua própria vida e todas as regras/pré-conceitos que lhe foram impostos ao longo dela. Aquele tipo de livro que ao mesmo tempo é bem escrito, tem uma história tocante e lhe proporciona a oportunidade de crescimento pessoal após sua leitura.

Sério, não dá pra deixar de fora das leituras. Cada faixa etária que se aventurar a lê-lo irá aprender com ele, embora eu ache que tê-lo lido após os meus 30 me ajudou muito a gostar mais da história e do livro como um todo. Mas não esquecendo de mencionar que eu sou uma pessoa atrasada na vida em muitas coisas então creio que muita gente na década dos 20 deva aprender/gostar tanto quanto eu aos 30.

Dito isso, embora a linguagem do livro seja muito simples, fico me perguntando se as crianças americanas que o leêm obrigatoriamente na escola gostam/aproveitam tanto de sua leitura quanto o fariam se o lessem mais velhos. Não podemos esquecer quanto as crianças aqui no Brasil não curtem os clássicos brasileiros, os quais não deveriam mesmo serem obrigatórios numa idade que ainda não está preparada para absorver toda a sua magnificência/ironia/sarcasmo.

PS. Há um filme do livro de 1962 com Gregory Peck no papel de Atticus e ele voltou ao catálogo da Netflix, então vale a pena conferir.

 

o sol é para todos 2

Definitely one of the best of the year.

It’s the kind of book that everyone should read at least once in their lives, you know !?

I’ve always been curious to read it, but only after reading the book Sure Signs of Crazy  this year I was sure I would have to read To Kill a Mockingbird as soon as possible. Who has read Sure Signs of Crazy knows how curious you are wondering why his protagonist likes the story of  To Kill a Mockingbird so much.

To Kill a Mockingbird is narrated by a little girl , Scout, between her 6-10 years or so. She tells about all the adventures she, her older brother Jem, and a friend, Dill, have lived in these years of her life, as well as the events of the small town, Maycomb, where they live. Her father is a lawyer, and one of the events she will narrate between her stories is when Atticus has to defend a black man who is being charged with rape unjustly. Don’t forgetting this is the 30s in the US.

The fact of this girl telling the story is the big insight of the book, because it is fantastic to follow events full of prejudice imposed by society thru the innocent eyes of a girl who still does not understand all those rules that are being imposed to us during our lives. It is very striking and really worth highlighting how much you can reflect on your own life and all the rules/prejudice that have been imposed to you so far. That type of book that at the same time is well written, has a touching story, and provides you the opportunity for personal growth after reading it.

Seriously, you can not leave it out of your readings. Each age group who venture to read it will learn from it, although I think that having read it after my thirties has helped me greatly to enjoy the story and the book as a whole. But not forgetting to mention that I am a late person in life in many things so I believe that a lot of people in the twenties should learn/like it as much as I did at my thirties.

That said, although the language of the book is very simple, I wonder if American children who read it as a mandatory reading in school like/enjoy as much of their reading as they would do if they read it in and older age. We can not forget how much the children here in Brazil do not enjoy the Brazilian classics, which should not even be mandatory at an age that they’re not yet ready to absorb all their magnificence/irony/sarcasm.

PS. There’s a 1962 movie  of this book with Gregory Peck in the role of Atticus, and he’s back in the Netflix catalog, so it’s worth checking out.

to kill a mockingbird the movie

 

To be added (link  to the video)

Compartilhe

Posts recomendados

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>