Lírio Azul, Azul Lírio – Maggie Stiefvater (Blue Lily, Lily Blue)

Lírio Azul, Azul Lírio - Maggie Stiefvater (Blue Lily, Lily Blue)

ScreenHunter_02 Jul. 18 16.48

OBS: Os comentários do post são sem spoilers apenas se você já leu os primeiros 2 livros da saga: Os Garotos Corvos e Ladrões de Sonhos.

 

Estou ficando melancólica pois sei que estou chegando próxima do final dessa saga e não quero ler o que vai acontecer no final do 4o livro mesmo já sabendo desde o 1o.
E como estou amando a história! Estou amando a Maggie e o jeito dela de escrever. Cada livro a paixão aumenta.
Esse 3o volume só me fez amar ainda mais cada um dos personagens. Nenhum é bonzinho porque é ou mal porque é. Cada personalidade criada é mto complexa e há explicação para todas as ações.
Neste 3o livro talvez tenhamos algo mais próximo de um vilão caricato, mas mesmo assim, não descreveria os 2 “novos” personagens como vilões caricatos. Colin Grenmantle e sua esposa Piper, as pessoas que contrataram o Senhor Cinzento estarão em Henrieta atrás dos tesouros da linha ley.
Neste 3o livro nós também vemos a relação de Blue e Gansey se desenvolver mais, e gente, que dor no coração que dá a Blue não poder beijá-lo!
E mais, ela nunca nem pensou em beijar Adam pelo mesmo motivo da profecia estúpida do seu primeiro beijo. O primeiro beijo é algo tão esperado, imaginado, ansiado, e eu fico imaginando se fosse eu no lugar dela. Agonia pura.
Mesmo assim, ela não assume papel de vítima em nenhum momento da história, o que me faz amar essa personagem ainda mais. Por mais Blue Sargents no mundo fictício!
E o Adam gente? Vontade de pegar ele no colo e falar que vai ficar tudo bem?
Não vou comentar mais nada aqui pois descobri ter uma séria dificuldade de falar a respeito do que eu realmente amo, do que toca meu coraçãozinho. É difícil, é simplesmente difícil. Assim como eu já fiz mil posts tentando descrever como eu adoro Harry e nunca vou conseguir chegar nem perto do qto a história significa pra mim, tudo que eu realmente adoro fica num status suspenso de escrita. Parece que nada que eu tenha escrito até agora encaixe realmente com o qto a história dos Garotos Corvos tocou meu âmago.
E sério, se eu puder indicar o livro indicarei para quantas pessoas puder, porque vale muito muito muito (e essa piadinha vc só entenderá se ler) a pena.

 

————————————————————————————————————————————————————————————————————————–

Blue-Lily-Bookplate-Small

página da Maggie

http://www.maggiestiefvater.com/blog/blue-lily-lily-blue-excerpts/

 

I’m getting blue because I know I’m getting close to the end of this saga and I don’t want to read what will happen at the end of the fourth book despite knowing from the first.
And how I love the story! I’m loving Maggie and her way of writing. Each book my passion increases.
This third volume just made me even more in love with every single character. None is nice because it is or it’s bad because it is. Each character personality is really complex and there’s an explanation for all their actions.
In this third book we may have something closer to a caricatured villain, but still I wouldn’t describe the two “new” characters as caricatured villains. Colin Grenmantle and his wife Piper, the people who hired Mr. Gray will be in Henrieta behind the treasures of the ley line.
In this third book we also see the Blue and Gansey relationship developing a little more, and people, what a pitty is that Blue can not kiss him!
Plus, she never even thought of kissing Adam for the same reason of the stupid prophecy of her first kiss. The first kiss is something as expected, imagined, waited, and I wonder if I were in her place. Pure agony.
Still, she never assumes the role of victim in any time in the story, and that’s what makes me love her character even more. For more Blue Sargents in the fictional world!
And Adam, people? What about the willing to take him in my arms and say that everything will be fine?
I will not comment anything else here because I found out to have a serious difficulty talking about what I really love, what touches my little heart. It’s hard, it’s just difficult. The same way as I’ve done a thousand posts trying to describe how I love Harry and never will be able to get even close to how much the story means to me, all I really love is in a suspended status of writing. It looks like nothing I’ve written so far really fit with the story of how much the Ravens Boys touched my essence.
And seriously, if I can indicate the book I will do it to as many people as I can, because it’s very very very (and this little joke you’ll only understand if you read) worth.

Compartilhe

Posts recomendados

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>