Tag: John Green


O Teorema Katherine - John Green (An Abundance Of Katherines)

Acho que é o livro que menos gostei por enquanto do John Green ( já li Quem é Você Alaska, Cidades de Papel e A Culpa é das Estrelas), e não pela história em si, mas porque eu não curti o protagonista, o Colin Singleton. Meu, ele é MTO chato! E nem é o fato dele ter a fixação toda por Katherines, e nem por ele ser um super geniosinho, é só que ele não é uma pessoa interessante. O amigo dele, o Hassan, é tipo o personagem mais......

Continue lendo


Quem é Você Alasca? - John Green (Looking for Alaska)

Este foi o primeiro livro escrito pelo John Green, mas o terceiro dele que eu li, e continuo afirmando que me apaixonei pela capacidade de mutação de narrativas que ele tem. O estilo deste livro é completamente diferente dos outros dois que já li. Ele é o menor de todos os do John, e dá pra perceber que é o seu primeiro, não sei dizer porque mas A culpa é Das Estrelas e Cidades de Papel são bem mais maduros. Eu continuo a afirmar que o meu preferido dele......

Continue lendo


A Culpa é das Estrelas - John Green (The fault in our stars)

Esse é definitavamente um livro que comecei a ler pensando que já sabia o final, pois pra mim seria obviamente a mesma coisa de Um Amor pra Recordar do Nicholas Sparks, mas eu acabei me surpreendendo, pois o livro não foi tão obviamente o que eu achei. A história é narrada pela Hazel Grace, uma menina de 16 anos com câncer num estágio bem avançado. Você sabe, fato, desde o começo da história que não há esperança pra ela de muitos anos de vida, e enfim, ela está tentando......

Continue lendo


Cidades de Papel - John Green (Paper Towns)

  “Você vai para as Cidades de Papel E nunca mais voltará.” Devorei o livro assim como devorei A Culpa é das Estrelas em pouquíssimos dias. Estou me tornando fã de John Green aos poucos e acho que dei sorte lendo estes dois em primeiro. Pretendo ler o Quem é Você Alasca e Teorema Katherine assim que puder para poder ter uma opinião formada a respeito do John. Até agora ele me surpreendeu pois as duas histórias tem temáticas e espinhas dorsais completamente diferentes uma da outra, e isso......

Continue lendo


Ler o livro me deixou pensando por muito tempo a respeito da vida, do amor, de tudo que vale a pena, de tudo que não vale, o tamanho dos infinitos…foi uma experiência gratificante. Chorei, é claro que chorei, não tem como ler e não derramar pelo menos uma lágrima. Agora depois de ter visto o filme no dia  10 de junho estou com certas cenas coladas na mente, e elas não saem!!! Ahhh! Quero o DVD do filme com certeza. A culpa é das estrelas é aquele tipo de......

Continue lendo