TAG do 1o livro

TAG do 1o livro

Snapshot 1 (09-08-2019 22-27)

TAG DO PRIMEIRO LIVRO

(Original Geek Freak) – link vídeo
1. O primeiro livro que te introduziu ao hábito da leitura : Poderia citar muitos, mas aquele que foi o primeiro livro praticamente sem nenhuma figura que me capturou e me lançou pra esse mundo de ler é sensacional foi A Mina de ouro da Maria José Dupré. Esse livro faz parte da coleção do Cachorrinho Samba, mas pra mim é de longe o mais legal dessa coleção.

cachorrinho-samba

2. O primeiro livro que te apresentou a um gênero novo: Caio o Pano da Agatha Christie, foi o primeiro que li do gênero romance policial, um dos meu favoritos da vida hoje em dia.
3. O primeiro livro favorito: Feliz Ano Velho do Marcelo Rubens Paiva. Li esse livro várias vezes antes de entrar na faculdade e ele foi muito importante pois me mostrou coisas que estava vivendo ou viveria nesse período da vida.

ScreenHunter 410

4. O primeiro livro que te fez chorar: O diário de Anne Frank. Eu tinha a mesma idade de Anne Frank quando li o livro e isso me deixou muito impressionada. Saber que ela tinha a mesma idade e não teve uma chance de uma vida como eu tinha me marcou e lembro de ter chorado por saber que tudo que ela havia passado foi real.
5. O primeiro livro que você detestou: Das leituras obrigatórias da escola, A hora da estrela de Clarice Lispector. Hoje em dia acho o livro sensacional, obra prima, mas lembro de querer tacá-lo na parede quando li antes do vestibular. Não me conformava com o destino da Macabea. Das leituras que eu mesma escolhi, Convergente de Veronica Roth, porque a mulher conseguiu construir uma obra prima e cagar tão grande no final que estragou a história toda.

ScreenHunter 412

6. O primeiro calhamaço: O mundo de Sophia do Jostein Gaarder. Ganhei em 2003 de presente de uma prima, li e gostei na época, mas hoje em dia eu não lembro praticamente nada da história.
7. O primeiro livro fora da sua zona de conforto: Precisamos falar sobre o Kevin da Lionel Shriver. Todo mundo precisava ler esse livro, bem, pelo menos todo mundo que esteja querendo se desafiar de sair de sua zona de conforto.
8. A primeira série (sem ser Harry Potter): Que eu me lembre foi Crepúsculo, o qual eu li a série praticamente toda em 2007/2008 enquanto estava no intercâmbio. Amei na época e tenho boas memórias da história me fazendo companhia no meu ano fora.

ScreenHunter 411

9. O primeiro livro que você pensou que jamais gostaria, por ser de um gênero que você não tinha costume, e amou: Alegria e triunfo, primeiro livro de desenvolvimento pessoal que li e gostei. Ele mostra muitas interpretações diferentes para várias passagens bíblicas, o que me fez expandir demais o pensamento quando li.
10. O primeiro guilty pleasure:  Acho que muitos diriam Crepúsculo, mas eu realmente não o considero um guilty pleasure, porém acho que o gênero romance romântico num geral é sempre posto como guilty pleasure de muita gente.

QUESTIONS
1.  The first book that initiated you to the reading habit: I could name many, but the one that was the first book with virtually no picture that captured me and thrown me into this world of reading is sensational was Maria José Dupré’s Gold Mine. This book is part of the Cachorrinho Samba collection, but for me it’s by far the coolest in this collection.
2. The first book that introduced you to a new genre: Curtain: Poirot’s Last Case by Agatha Christie, was the first one I read of the crime novel genre, one of my life favorites today.
3. The first favorite book: Happy Old Year by Marcelo Rubens Paiva. I read this book several times before I went to college and it was very important because it showed me things I was living or would live in this period of my life
4. The first book that made you cry: Anne Frank’s diary. I was the same age as Anne Frank when I read the book and it made me very impressed. Knowing she was the same age and didn’t have a chance at a life like I did had marked me and I remember crying that all she had been through was real.
5. The first book you hated: From the obligatory readings of the school, The Star Hour of Clarice Lispector. Nowadays I find the book sensational, masterpiece, but I remember wanting to throw it on the wall when I read before the vestibular. I couldn’t accept Macabea’s fate. From the readings I myself chose, Veronica Roth’s Convergent, because the woman was able to build a masterpiece and shit so big in the end that it spoiled the whole story.
6. The first huge book: Sophie’s world from Jostein Gaarder. A gift from a cousin in 2003, I read and liked it at the time, but nowadays I remember virtually nothing of the story.
7. The first book outside your comfort zone: We need to talk about Kevin from Lionel Shriver. Everyone needed to read this book, well, at least everyone who wants to challenge themselves to get out of their comfort zone.
8. The first series (other than Harry Potter): What I remember was Twilight, which I read almost the entire series in 2007/2008 during my exchange program. I loved it at the time and I have good memories of the story keeping me company in my year abroad.
9. The first book you thought you would never like, because it was a genre you were not used to, and you loved it: Joy and triumph, the first personal development book I read and liked. It shows many different interpretations of several biblical passages, which made me expand my thinking too much when I read.
10. The first guilty pleasure: I think many would say Twilight, but I don’t really consider it a guilty pleasure, but I think the romantic romance genre in general is always seen as a guilty pleasure for a lot of people.

Compartilhe

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>